Logo
DSC_0072

Dia Mundial do Doente – Nossa Senhora de Lurdes | 11 Fevereiro

Agenda

Na Basílica de S. Bento da Porta Aberta vai ser celebrado o DIA MUNDIAL DO DOENTE, quer com os presentes, quer pelos que estão ausentes por impedimento. Lembrar-se-ão TODOS os doentes, particularmente os que a quem dói o abandono ou a falta de amor.

10h30 – Celebração da Solene Eucaristia, presidida pelo Senhor Bispo D. Francisco Senra, com solenização orientada pelo Senhor Padre Fernando Bento.

No dia de Nossa Senhora de Lurdes, 11 de Fevereiro de 1992, S. João Paulo II, instituiu ao DIA MUNDIAL DO DOENTE. A primeira celebração ocorreu no ano seguinte (11 de Fevereiro de 1993) Então, o santo Papa da Vida e da Família, escreveu  que aquele dia terá de ser: “um momento forte de oração, de partilha, de oferta do sofrimento pelo bem da Igreja e de apelo dirigido a todos para reconhecerem na face do irmão enfermo a Santa Face de Cristo que, sofrendo, morrendo e ressuscitando, operou a salvação da humanidade“.

A mensagem mantém-se actual. De todos os lados chegam apelos de oração pelos doentes e sofredores, colocados aos pés de S. Bento da Porta Aberta. Todos os dias, todo o ano, há séculos, que é assim. Por isso, na Basílica, em comunhão com a Igreja, toda a Igreja, será celebrado este DIA MUNDIAL DO DOENTE. Como gosta de referir, e muito bem, o nosso Papa Francisco, há tantos doentes abandonados, sem uma mão de amor que os conforte.

Celebrar o DIA MUNDIAL DO DOENTE é também clamar que a EUTANÁSIA não é e nunca será a solução para aliviar o sofrimento, pois trata-se, simplesmente de matar.

Recordemos, num pequeníssimo extracto, o que o Papa nos diz na Mensagem para este ano :

«desejo manifestar a minha proximidade a todos vós, irmãos e irmãs que viveis a experiência do sofrimento, e às vossas famílias, bem como o meu apreço a quantos, nas mais variadas tarefas de todas as estruturas sanitárias espalhadas pelo mundo, com competência, responsabilidade e dedicação se ocupam das melhoras, cuidados e bem-estar diário de todos vós. Desejo encorajar-vos a todos – doentes, atribulados, médicos, enfermeiros, familiares, voluntários – a olhar Maria, Saúde dos Enfermos, como a garante da ternura de Deus por todo o ser humano e o modelo de abandono à vontade divina; e encorajar-vos também a encontrar sempre na fé, alimentada pela Palavra e os Sacramentos, a força para amar a Deus e aos irmãos mesmo na experiência da doença.».

Aqui fica o repto do Papa para o próximo dia 11, dia de Nossa Senhora de Lurdes e DIA MUNDIAL DO DOENTE.

5383 Views
0
0
0
0
tesxt

tasadsad
asda
d
sad
as
da
sd