Logo
andor-11-julho-2016

Basílica de S. Bento da Porta Aberta prepara-se para a Grande Romaria

Notícias

O santuário de São Bento da Porta Aberta prepara-se para a grande romaria de agosto, onde são esperados dezenas de milhares de peregrinos provenientes de todo o país e também do estrangeiro. O vigário geral da Arquidiocese, o cónego José Paulo Abreu, preside à solene Eucaristia do dia 13, o principal dia de romagem em honra de S. Bento. A missa, com início às 11h30, é sonenizada pelo Órfeão de Terras de Bouro. À tarde, depois da atuação de duas bandas filarmónicas, tem início, pelas 18h00, a majestosa procissão em honra de S. Bento, cortejo religioso composto por vários andores decorados com flores naturais, que estarão em exposição durante o dia nos Claustros da Cripta até à hora da procissão. Nesta procissão haverá também a representação de vários quadros bíblicos com a participação de uma centena de figurantes, assim como da figuração de 12 monges negros e um abade, simbologia beneditina, relativa à fundação dos mosteiros. Termina com a bênção do Santo Lenho em frente ao santuário. Durante os seis dias da romaria serão celebradas sempre quatro missas, às 7h30, 9h30, 11h30 e 16h00. No dia 13, além destas, haverá uma celebração às 22h00, e no dia 15, mais uma às 6h00. A relíquia dos ossos de São Bento está em exposição na basílica até 8 de outubro.

Paralelamente, o santuário preparou um programa cultural, de que se destaca um cortejo etnográfico dedicado à cultura regional, no dia 12 de agosto, às 15h30, que contará com a participação de associações culturais e recreativas do concelho, incluindo ATL’s, que vão desfilar no espaço do santuário. À noite, depois da procissão de velas em união com o santuário de Fátima, realiza-se um encontro de grupos de concertinas e cantares ao desafio. Os eventos culturais deste dia terminam com um espetáculo de fogo de artifício. No dia 14, a noite é animada com um espetáculo de concertinas e no dia 15 atua a Banda Musical de Carvalheira. Na Cripta estará patente uma exposição fotográfica, da autoria de Filomena Araújo, intitulada “Cuidar da Terra, nossa casa comum – a água fonte da vida”. Com esta mostra, que será inaugurada no primeiro dia da romaria, às 11h00, pretende-se sensibilizar para a importância do envolvimento de todos na defesa da Terra e, de um modo especial para a defesa e cuidado para com a água, um recurso vital que não é inesgotável. Na cripta estarão em exposição também pinturas feitas por crianças dos ATL’s de Terras de Bouro. No primeiro dia, às 15h00, a GNR da Póvoa de Lanhoso desenvolve, no recinto, uma atividade de sensibilização, denominada “Operação Peregrino Seguro”, com a colaboração dos ATL’s do concelho de Terras de Bouro. No segundo dia da ro

No segundo dia da romaria, decorrerá à noite (a partir das 21h30), em frente à basílica, um desfile de moda onde serão mostrados os paramentos litúrgicos de acervo da Irmandade, bordados alusivos a S. Bento da Porta Aberta pelo grupo Artes e Ideias, artigos da Casa das Estampas. Como em todos os anos, a Irmandade de São Bento da Porta Aberta está a providenciar toda a logística necessária para uma «especial atenção na receção e acolhimento dos peregrinos que se deslocam ao santuário movidos pela fé». A grande romaria de agosto em S. Bento da Porta Aberta já é muito antiga. «S. Bento é neste local, Rio Caldo, Terras de Bouro, devotamente amado e cantado desde há mais de 400 anos», realça Carlos Aguiar Gomes. Nesta romaria popular, acrescenta o mesário da Irmandade de S. Bento da Porta Aberta, muitos milhares de romeiros, dia e noite, «rezam, cantam e dançam sem fadiga, mesmo quando percorrem muitos quilómetros a pé», e o terreiro da basílica «mostra o seu melhor, o melhor da identidade minhota: concertinas, desfile de tradições e memórias do povo, fogo de artifício, iluminação dos arruamentos e da fachada do templo, andores que convidam à devoção de tantos santos e figurados».

Notícia Diário do Minho, 31 de Julho 2017

5805 Views
0
0
0
0
tesxt

tasadsad
asda
d
sad
as
da
sd