Logo
IMG_7986

Basílica de S. Bento da Porta Aberta Celebrou Dia do Patrono | 21 Março

Notícias

O Arcebispo de Braga denunciou, na Basílica de S. Bento da Porta Aberta, o desrespeito pelo meio ambiente, o consumismo e o desperdício, depois de exortar os cristãos a repensarem o seu estilo de vida em relação com a natureza e a contemplarem o Criador que está presente nessa mesma natureza. «Hoje, mais do que nunca, o consumo marca a vida e imprime um ritmo de destruição da própria natureza. Importa que da nossa parte cresça um sentido de sobriedade e uma capacidade de viver com pouco », disse D. Jorge Ortiga quando presidia à celebração do dia do Trânsito (morte) de S. Bento de Núrsia. Na data em que se celebrou também o Dia Mundial da Floresta e da Árvore e na véspera do Dia Mundial da Água, o prelado convidou os fiéis a contemplarem a natureza e olharem para ela como uma «maravilha», referindo que através da natureza «podemos entrar em contacto com Deus» como fez S. Bento, que foi «essencialmente um contemplativo, a partir de realidades concretas». «Para podermos ter uma atitude contemplativa  temos de apostar num estilo de vida marcado pela simplicidade, porque só a simplicidade é que nos concede a capacidade de saborear as coisas pequenas que presenciamos na natureza. E esta simplicidade está em oposição com um espírito de obsessão com o consumo», explicou. O Arcebispo de Braga sustentou a sua homilia recordando passagens da Encíclica “Laudato Si”, em que o Papa Francisco propõe que se cuide da “casa comum” e sejamos «guardiões da natureza». Baseando-se ainda nas palavras do Santo Padre, D. Jorge lembrou que o meio ambiente «é um bem coletivo, património de toda a humanidade e responsabilidade de todos».

«O Papa Francisco diz que se impõe uma ecologia integral que exige que se dedique algum tempo para recuperar a harmonia serena com a Criação, refletir sobre o nosso estilo de vida e os nossos ideais, contemplar o Criador que vive entre nós e naquilo que nos rodeia», sublinhou. O Arcebispo terminou a homilia pedindo a S. Bento que «nos ajude a entrar no espírito de contemplação da natureza» e a termos uma «atenção ecológica permanente e contínua».

Texto de Jorge Oliveira, Diário do Minho

IMG_7922IMG_8017IMG_8023IMG_8045IMG_8078IMG_8079IMG_8082IMG_8092IMG_8093IMG_8113IMG_8114IMG_8103IMG_8118IMG_8121IMG_8124IMG_8125IMG_8129IMG_8132IMG_8139IMG_8143IMG_8153IMG_8156IMG_8164IMG_8154

102 Views
0
0
0
0
tesxt

tasadsad
asda
d
sad
as
da
sd